segunda-feira, 30 de abril de 2012

Crítica| Review: "Nate Rocks the Boat", Karen Pokras Toz


Sinopse
Com o quarto ano finalmente a chegar ao fim, Nathan Rockledge - de 10 anos - ansiosa por umas divertidas e relaxantes de verão em casa, com os seus amigos. Isto é, até a sua mãe decidir que tem que ir para o acampamento com a chata da sua irmã mais velha. Quando o seu melhor amigo, Tommy, decide ir também, Nathan acha que talvez o verão não seja assim tão mau. A juntar a isso, vai estar afastado dos cozinhados terríveis da mãe por mais de seis semanas.
Entre as competições da Color War, um conselheiro esquisito e um valentão chamado “No Neck”, Nathan volta-se para o seu fiel bloco de notas e transforma-se em Nate Rocks: um rapaz de 10 anos extraordinário. Com a sua lancha pronta para a ação, Nate salva novamente o dia dos perigos de inundações, cobras, fantasmas, e até mesmo dos criminosos mais procurados.
Junte-se a Nathan, Tommy, Abby, e a todo um novo elenco de personagens enquanto Nate Rocks mais uma vez prova que nada pode detê-lo neste segundo livro da série Nate Rocks.


Blurb
With fourth grade finally winding down, 10-year-old Nathan Rockledge is looking forward to a fun and relaxing summer at home with his friends. That is, until his mom decides he has to go to overnight camp with his annoying older sister.  When his best friend Tommy decides to tag along, Nathan thinks maybe his summer won’t actually be so bad. After all, he does get to be away from his mom's awful cooking for an entire six weeks.
Amongst Color War competitions, a flaky counselor, and a bully named "No-Neck,” Nathan turns to his trusty sketchpad, transforming himself into Nate Rocks: 10-year-old extraordinaire. His speedboat ready for action, Nate saves the day time and again from the perils of floods, snakes, ghosts, and even the most wanted criminals.
Join Nathan, Tommy, Abby, and a whole new cast of characters as Nate Rocks once again proves nothing can hold him back in this second book of the Nate Rocks series.




Crítica
Acabei de ler “Nate Rocks the Boat” a 10 de Março de 2012 (pois, antes de ser colocado à venda. Fiz batota, lol!) e atribuo-lhe 4 estrelas.
O que posso dizer? O Nate conseguiu outra vez! Mais uma vez, Nate provou que não importa o tamanho, mas o que conseguimos fazer quando nos empenhamos. A sua imaginação fértil serve-lhe certamente de inspiração.
A autora continua a apresentar-nos o mundo do ponto de vista de uma criança de 10 anos, de uma forma muito bem conseguida. Tal não deixa de ser interessante, pois dá-nos igualmente oportunidade de voltar atrás no tempo e recordarmos situações similares. Quem não pegava num acontecimento, tornava-o miticamente problemático e depois criava soluções fantásticas? Esta é a essência de Nathan. E quanto ao herói que virá salvar o dia, não há dúvidas quanto a quem será. E porquê? Ora, porque é o grande Nate Rocks! Agora é só esperar pela próxima aventura.

Review
I finished reading "Nate Rocks the Boat" on March 10, 2012 - yep, before coming out for sale. I cheated, lol! I rate it 4 stars.
What can I say? Nate has done it again! One more time, Nate proved that it doesn’t matter your size, but what you can do when you are committed to it. His imagination certainly inspires him.
The author continues to show us the world from the viewpoint of a ten-year-old child, in a very well done way. This is interesting, because it gives us also the opportunity to go back in time and recall similar situations. Who would not pick an event, turn ​​it into a mythically problem and then come up fantastic solutions? This is the essence of Nathan. And as for the hero who will save the day, there are no doubts. And why? Why because is Nate Rocks! Now we just have to wait for the next adventure.


3 comentários:

  1. Thank you Rute for the review & for helping to celebrate the release of Nate Rocks the Boat!

    ResponderEliminar